Glaucoma: Saiba o que é e onde tratá-la

Glaucoma: Saiba o que é e onde tratá-la

O glaucoma é uma  doença ocular causada pela elevação da pressão intraocular  que provoca danos irreparáveis no nervo óptico. Este, por sua vez, é o nervo que carrega as informações visuais recebidas pelo olho até o cérebro. Um exame ocular pode ser usado para identificá-lo, o médico oftalmologista precisará examinar o interior do olho, observando através da pupila, que geralmente é dilatada e aferindo a Pressão intraocular – PIO, somente  a averiguação da PIO (por meio da tonometria) não é suficiente para diagnosticar, pois a pressão ocular costuma sofrer alterações  ao longo do dia. Por isso, outros exames deverão ser feitos para que o médico possa fechar o diagnóstico. 

Quem está no grupo de risco?

Pessoas com mais de 40 anos, com histórico de glaucoma na família, portadores de diabete, hipertensão arterial e/ou doenças cardíacas, com elevado grau de miopia, que tenha sofrido lesão física no olho ou que faça uso prolongado de medicamentos com corticoide. 

Tratamento

O glaucoma não  tem cura, mas na maioria dos casos, pode ser controlado  através do uso contínuo de COLÍRIOS, o uso adequado irá  interromper  a perda da visão. 

O  Sistema Único de Saúde (SUS)  oferta esse serviço através de campanhas de conscientização a população, que são veiculadas  nos meios de comunicação  das prefeituras municipais ou dos prestadores de serviços e o tratamento é custeados pelo Ministério da Saúde (MS), ou seja, o paciente recebe seu tratamento de forma totalmente gratuita.

 Em Sergipe o prestador de serviço que contempla esse tratamento é  o IOSE – Instituto Oftalmológico de Sergipe e o CEMAR – Centro de Especialidades Médicas de Aracaju, em parceria com as secretarias municipais de saúde, oferta a medicação que o oftalmologista introduz e o paciente será acompanhado (trimestralmente) para prosseguir com o tratamento. 

Como faço para receber os colírios?

O paciente diagnosticado com glaucoma deve procurar o setor de regulação da secretaria municipal de saúde da sua cidade, munido de Xerox do RG, CPF, cartão nacional do SUS, comprovante de residência e relatório/receituário ou encaminhamento médico comprovando a doença, uma vez cadastrado no sistema da secretaria de saúde será encaminhado ao IOSE ou Cemar para iniciar o tratamento.

Quais colírios são ofertados

  • Latanoprosta (xalatan) 
  • Tartarato de brimonidina
  • Maleato de timolol
  • Cloridato de dorzolamida (Ocupress)
  • Bimatoprosta (Lumigan)
  • Travoprosta (Travatan) 

Recomendações

Ressaltamos a importância de o paciente realizar visitas periódicas ao médico  oftalmologista, uma vez que a doença no início é assintomática e silenciosa, o individuo só percebe a perda da visão em estágio mais  avançando,  mudanças de hábitos também são importantes para reduzir a pressão intraocular, devemos adotar uma dieta equilibrada e em  paralelo realizar atividades físicas, desta forma evitará o surgimento  do glaucoma.

Locais de Atendimento do Projeto e seus nos municípios abaixo:

Aracaju “CEMAR”

Endereço: Rua. Porto Alegre – Siqueira Campos, Aracaju – SE, 49075-490;

Telefone: (79) 3711-0900

Estância

Av. Santa Cruz, 1131 e 1135 Centro – Estância

Telefone: (79) 3522-2065

Itabaiana

Avenida Dr. Luíz Magalhães, 93 Centro – Itabaiana

Telelefone: (79) 3431-8960

Lagarto

Av. Contorno, 1313 Centro – Lagarto – SE

Telefone: (79) 3631-5548

Propriá

Rua do Rotary, 182 Centro – Propriá – SE

Telefone: (79) 3322-1991

Nossa Senhora do Socorro

Avenida 01, 546, Sala-01 Conj. João Alves Filho – Nossa Senhora do Socorro

Telefone: (79) 3254-8659

Por Marli Alves

26 de Maio 2020, 00h30

Fonte de Informações: 

Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

Instituto Oftalmológico de Sergipe.  

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: